Pães e tortasReceitasSem glúten

Pão de abóbora sem glúten

Enfim, voltei!

Pra quem não sabe, passei três meses morando na Islândia e por isso o blog ficou um pouco esquecido por esse tempo. Depois de viver tão perto da natureza, num ambiente tão tranquilo, imaginem como foi difícil voltar à rotina frenética paulistana!

Não deixei de cozinhar por lá e foi uma oportunidade para experimentar e aprender novas receitas. Uma das coisas que fazia com mais frequência era pão — ouvi dizer que os pães islandeses não são muito bons por isso nós fazíamos pão fresco toda manhã. Como a cidade era um vilarejo com apenas um mercado, a oferta de ingredientes era muito escassa. Testei algumas receitas e a que deu mais certo foi esta que leva abóbora como base. Lá eu usava batata doce laranja, mas como aqui no Brasil não é tão fácil encontrar, dá pra usar a abóbora e ter o mesmo efeito. Fica super saboroso e macio, muito mais gostoso que qualquer pão à base de farinha.

Espero que gostem!

Tempo de preparo: 90 minutos
Dificuldade: Médio
Rendimento: 12 pãezinhos

Ingredientes:
600g de abóbora
250g de farinha de arroz
120g de fécula de batata
1 colher de sopa de azeite
1 colher de chá de alecrim
1 colher de chá de sal
10g de fermente seco

Modo de preparo:

1. Pré-aqueça o forno a 180ºC. Corte a abóbora em pedaços e coloque para cozinhar. Quando estiver bem macia, escorra a água e amasse com um garfo.

2. Adicione o fermento, a farinha de arroz e a fécula de batata e misture bem até que a mistura fique uniforme.

3. Adicione o sal e o alecrim e misture mais um pouco. A massa deve ficar bem macia e um pouco úmida. Deve descansar por uma hora.

4. Molde as bolinhas e borrife um pouco de água sobre elas. Adicione gergelim branco e dê batidinhas de leve com os dedos para afixar os grãos na massa.

5. Coloque no forno por 20 minutos. E pronto!

Denise Saito

Por 6 anos fui intolerante a glúten e sou vegana desde 2015. Todas minhas receitas são plant-based e sem glúten. Acredito que a nutrição é a forma mais eficiente de transformar nossas vidas.

LEAVE A COMMENT